Jovens cabo verdianos residentes em roma já está em s.nicolau

              Chegaram ontem , segunda feira 23 de agosto na vila ribeira brava uma caravana composta por 15 jovens a qual venham participar na continuação de um intercanbio cultural e formação , a qual a primeira parte desta foi realizado na cidade de roma italia onde 11 jovens do grupo AJS tinha participado , onde trabalharam no site mundokriol com formação na area de audio e video . Dentro desse 15 jovens esta incluidos dos tecnicos italianos  e um tradutor , e os jovesn são na maioria filhos de cabo verdianos quase filho de todos a ilhas , e vão permanecer na ilha de chiquinho até o dia 30 de agosto . Para o primeiro dia depois do descanso , almoço , tiveram um encontro onde concluiram o plano ou seja o programa para esta semana a qual ficou claro de que o programa pode sofrer alteração a qualquer hora de acordo com as condições metreologicas ou seja no caso a chuva nos visite .

Essa formação e intercanbio cultural tiveram como principal financiadores OMCV ,Binario Etico , Lunária e AJS.

                                      Madueno Andrade

avatar

14 Responses to “Jovens cabo verdianos residentes em roma já está em s.nicolau”

  1. avatar
    Silvestra Ramos
    24/08/2010 at 19:26 #

    ***Parabéns AJS***

  2. avatar
    marisia tavares
    24/08/2010 at 23:45 #

    BOA COISA AJS SO LAMENTO MUITO A PRESENSA DE UM TRADUTOR PARA OS FILHOS DOS CABOVERDIANOS PURQUE SO NA ITALIA OS FILHOS DOS CABOVERDIANOS NAO SAO CAPAZES DE FALAR CRIOLO PURQUE OS SEUS PAIS NAO OS EMSINA A PROPRIA LINGUA MADRE.NAO SEI PURQUE TALVEZ PUR “CHOW” OU SEMTEM “VERGONHA” DA PROPRIA LINGUA QUE OS CABOVERDIANOS EMIGRADOS EM ITALIA TENHAM EESE VISIO DE FALAR EM CASA SO A LINGUA ITALIANA QUE DPOIS PROPRIO ITALIANO NAO E’,FALAM UMA MISTURA ENTRE ITALIANO E O CRIOLO E SE ME PERMITO FALAR ESSAS COISAS E’ PURQUE SOU FILHA DA IMIGRASAO ITALIANA, TENHO A PADRONANSA DA LINGUA ITALIANA COM IRMAOS NASCIDO NA ITALIA QUE AO MOMENTO DE FALAR CRIOLO ELES TEM MUITAS DIFICULDADES(EU NASCI E CRIOU ATE’ A IDADE 11 ANOS EM SAO NICOLAU)ACHO QUE JA E’ ORA DE ELES TOMEM CONSCIENSA DE ESSA SITUASAO E COMEçAM A APRENDER FALAR CRIOLO.O MEU PORTUGUES NAO E’ O MELHOR DO MUNDO MAS SERTEZA NUNCA VOU FICAR EMRRASCADA NA MINHA TERRA PUR NAO CONSIGUIR COMUNICAR COM A MINHA JENTE.

  3. avatar
    madu
    25/08/2010 at 11:55 #

    pois é marisia isso acontece por todo o lado felizmente que dentro de esse grupo existe italianos também pois isso precisava mesmo ter um tradutor, felismente dentro desse grupo encontra filhos de caboverdianos que fala criolo bem e outros nem por isso mas fazem um esforço enorme para isso temos caso disso por todas as ilhas a qual pais não ensinam aos filhos a lingua materna “0 criolo” mas esperamos todos que este consecializam e ensinam os seus filhos a lingua querida , e estamos também felizes porque mesmo os italianos dentro do grupo estão com uma vontade enorme de aprender o crioulo, obrigado a todos pelos comentarios e facilitação.

  4. avatar
    Susan
    28/08/2010 at 20:27 #

    olá.. eu sou uma das jovens que está a participar ao projecto,e vivo em Roma, nasci e cresci lá, posso-vos dizer que muitas das vezes, sao os professores, as primeiras pessoas que empedem aos meninos filhos de caboverdianos de falar o “creolo” em casa! porque dizem que o menino falando o dialecto em casa, começa a fazer erros na escritura!!!

    Em Roma temos a possibilidade de fazer participar os meninos de 6-13 anos, filhos de caboverdianos, as colonias estivas, para fazer-os aprender a cultura caboverdiana e tambem um pouco de creolo.

  5. avatar
    Clara Spencer (Caia de S.Jon)
    30/08/2010 at 14:58 #

    Olá pessoal, é com muita satisfação que vejo iniciativas do tipo. sem dúvida é uma mais valia para os nossos jovens. Espero que tirem o maior proveito possível deste intercâmbio. um abraço de uma boa continuação e estadia na nossa ilha querida – São Nicolau. beijo a todos. caia

  6. avatar
    Ireneo
    03/09/2010 at 16:11 #

    Querida Marisia Tavares
    Tens razão, eu tambem sou um dos filhos Caboverdianos nascido em Italia,e mesmo assim meus familiares não deixaram de falar comigo a minha língua materna “crioulo”, mas mesmo assim dá para perceber que derivado a muitos anos de residência no estrangeiro os nossos pais tem uma certa dificuldade em pronunciar o crioulo, o que os leva a falar o crioulo, juntamente com o italiano em simultâneo,
    mesmo assim aprendi a falar crioulo, o que é bom sinal, pois penso que os jovens filhos de crioulo tem que ter uma certa curiosidade em falar crioulo, porque muitos vivem em lugares que só tem italianos e na escola tem que falar só italiano o que os dificulta muito em relação a língua mãe.
    As vezes tem situação em que são filhos mistos confundem as duas línguas e por nascerem lá tem que aprender as duas línguas e acabam sempre por atrapalhar, não querendo dizer que os pais é que são responsáveis por tudo isso.
    Os nossos pais tem orgulho da nossa terra natal, não vergonha ou show pois são duas coisas totalmente diferentes.
    Desejo do fundo do meu coração que continuas a fazer parte do Mundokriol.net e que na mesma a tua opinião será uma ajuda para os filhos de CaboVerdianos residentes no estrangeiro como forma de os ajudar a ter uma maior curiosidade para o crioulo, e o Mundokriol.net é como uma escola de português e crioulo para os jovens estrangeiros e CaboVerdianos, pois nem todos tem um optimo portugues…

  7. avatar
    madueno
    07/09/2010 at 00:40 #

    Pois é mister Ireneo a Marisia é uma das que nos incentiva bastante nessa andança com o mundokriol.net está sempre actualizada na nossa pagina , assim esperamos com o contributo dela lancar esse site a todos e ajudar a todos os cabo verdianos a estarem bem informados como ela está e queria neste momento agradecer a ela pelos comentarios nos post e por tudo .

  8. avatar
    marisia tavares
    09/09/2010 at 20:43 #

    meus queridos amigos MADU e IRINEO sinto me orgulhosa que possa eu de qualquer maneira contribuir nos vossos programas;talvez sou um pouco criticona mas espero que voces entendem que nao o faço para contrariar as vossas ideias mas sim para tentar de comprender milhor as coisas.gosto muito de compartilhar com o meu prossimo as ideias e tentar de melhorar o mundo mesmo com pequenas coisas.Madu eu e voce nos conhecemos mas nao da mesma maneira que eu conheço ao meu amatissimo IRY (lo sai vero ke te vojo ‘na cifra bene eh signor stile “eletrico”spero ke hai capito ki sono)ele sabe quem sou eu e sabe tambem que quando eramos pequenos na ROMA sempre nos emcontravamos nas atividades da comunidade caboverdiana na ROMA como pur esemplo o “TRA NOI” ou no verao que a Ambaixada de CV organizava as chamadas “COLONIAS “(momentos inesqueciveis para mim)quantas coisas faziamos o tudo encarado a nossa cultura purisso quero te dizer que gostei da tua resposta e gostaria fazer uma boa conversasao com voçe sobre isso.tem muitas outras coisas que eu gostaria compartilhar com voçe vou te mandar o meu email assim podemos manter um contacto mais direto:marisiadailine@hotmail.com.MADU o convite è para ti tambem.de todas formas vou te dizer que è verdade que os nossos pais vivem desde a muito tempo na Italia mas isso nao è uma valida razao para nao consiguir insinar aos proprios filhos o criolo voce ja conheçe a maneira de falar d’eles e sim meus comprimentos a voçe com a tua padronansa da lingua criolo e da lingua portuguesa te confeso que eu tambem cometo os meus erros specialmente na lingua portuguesa e porque nao na lingua italiana tambem……nao quero que pensem que quero escrever um livro(sou uma grande amante da leteratura)assim fico atè aqui um abraço para ti MADU e um beijao para aquelas ploitas de MAR D’CANAL e continuam assim sempre para frente com os vossos projetos e eu sempre vos vou a siguir e para ti IRY: amore mio contacta me vou ficar a tua espera e aproveito para mandar um grande abraço para tua mae ANGELA ,ela è uma pessoa spetacular.beijos e abraços para todos os leitores de MUNDUCRIOL

  9. avatar
    marisia tavares
    09/09/2010 at 21:49 #

    Ola SUSAN queria te dezer tems razao nas tuas palavras purque eu passei para aquela fase:me lembro que quando eu cheguei na ROMA foi para a 5°classe os professores consilharam aos meus pais para falar so italiano em casa para que podiamos aprender o italiano mais rapido e foi assim que eu aprendi rapidamente mas de outra parte tinha os meus irmaoes que de criolo nada intendevam hoje sao capazes de falar mas com muita fadiga.os professores conselham de nao falar a nossa lingua em casa mas os pais nao sao obrigados a seguir esse conselho!sabias tu que uma criança tem a capacidade para aprender deferentes linguas quando està pequenina?a lingua araba è mais dificil que o criolo mas aprendam de pequenino a falar e a escrever o arabo.porque que na rua voçes falam o dialecto “romanaccio” e nas escolas dentro das aulas tems que falar o italiano corretamente?eu me lembro que quando estudava (eu fazia a escola de acompanhador turistico;inflizmente nao tive a possibilidades de terminar a minha escola)tinha uma professoressa que avia levado para a nossa aula uma caisca de sapato fexado como uma cofre para que cada vez nas interrogasoes que falavamos uma palavra em “romanaccio” tinhamos que pagar uma multa de 500 lire (simpatica la prof “BIENNA que ao fin do ano com esse denheiro nos permetia fazer compras de comida e bibida para festejar o ultimo dia de aula antes das ferias grandes)isto para te fazer comprender que nao podem os nossos pais deixar de insinar aos seus filhos o criolo so purque a sociedade italiana pretende que os imigrantes devem falar um correto italiano.eles devem so aprender a destinguir quando è o momento de falar o italiano e o criolo.as famosas colonias de verao foram para mim o” best of the best “se voçe conheçe o willis de maria de alirio da os meus comprimentos sei que agora ele faz parte dos acompanhadores e algums anos atraz eramos nos as crianças das COLONIAS.abraço para voçe

  10. avatar
    madu
    10/09/2010 at 22:26 #

    força ai marisia é com comentarios aos nossos post que crescemos, e com as criticas que procuramos fazer sempre melhor é com sugestões validas que chegamos ao ponto alto beijossssssss.

  11. avatar
    marisia tavares
    12/09/2010 at 09:44 #

    obrigado MADU para voces la tambem muita forsa beijos e abraços de saudades.

  12. avatar
    Lucia Ikenami
    25/01/2011 at 14:40 #

    Interessante os comentarios de vocês.
    Eu falo português, mas trabalho em escola japonesa no Japão.
    Aqui tambem os professores aconselham os pais e as crianças a falarem japonês em casa, para aprenderem mais depressa a lingua.
    Isso resulta em que podem até mesmo continuar falando o portugês, mas eles esquecem como se escreve ou talvez nem mesmo aprendem a escrever em português, que é a lingua natal deles. Fica um bilinguismo meio capenga, penso eu.
    Há outros caminhos para o ensino. Pnesem q

  13. avatar
    Lucia Ikenami
    25/01/2011 at 14:43 #

    Pensem que vocês não são pessoas com problemas de aprendizagem, mas que vocês são pessoas bilingues e isso é muito diferente de quem fala apenas uma lingua. O tempo de aprender é diferente, e as formas e os resultados são outros. Todos de vocês que fazem tradução sabem que existe esta diferença. Pensem que vocês tem recursos a mais e não a menos. Vamos trabalhar muito e estudar. Coragem para todos vocês.

  14. avatar
    madu
    26/01/2011 at 15:01 #

    Pois é lucia para todos os lados onde andam os caboverdianos a perseguição de aprender outras linguas e deixar cair em esquecimento o nosso criolo mas o culpado são os pais é super legar aprendemos varias linguas mas nunca deixar o que é nosso fazer com que os nossos filhos tenha o conhecimanto da nossa cultura a nossa lingua e a nossa historia. Hoje muitos preocupam com a oficialização da lingua criola em cabo verde,mas pouco se fazem para que isso concretize pois queremos lutar pelo que é nosso e que nos glorifica mas temos de zelar todos nós força a todos.